Gênero MPB

Audiency - MPB

A MPB (Música Popular Brasileira) é muito mais que um gênero, é um movimento que representa a produção musical desenvolvida durante o regime militar no Brasil.

Surgiu na década de 60, no Rio de Janeiro (RJ) em um período considerado como marco para a indústria musical brasileira, em pleno regime militar e censura no rádio e televisão, a música foi a maneira que os artistas e compositores encontraram para protestar e falar livremente sobre suas ideias, pensamentos e angustias vividas.

O rádio fez a diferença na vida da população brasileira e trouxe conforto em um momento turbulento. Durante esse período surgiram grandes ícones da música brasileira.

Você sabe quem são os grandes ícones desse gênero e quais foram os maiores impulsionadores que possibilitaram a disseminação desse ritmo?

MPB e os ícones da música brasileira

A Música Popular Brasileira trouxe novos compositores, intérpretes e um novo ritmo! Diferente do samba e da bossa nova, mas com características suaves e com vertentes regionais.

Os maiores impulsionadores desse ritmo foram os festivais de música, que faziam sucesso no rádio e televisão! Nesses festivais surgiram grandes nomes como Chico Buarque, Elis Regina, Tom Jobim, Edu Lobo, Simone e muitos outros.

Um dos marcos do início do sucesso da MPB foi a interpretação de “Arrastão”, música de Vinícius de Moraes e Edu Lobo, por Elis Regina, no I Festival de Música Popular Brasileira, da TV Excelsior, em 1965. Graças as ferramentas que temos hoje podemos reviver momentos de grande importância! Confira a seguir a apresentação de Elis Regina.

Como citamos anteriormente a MPB surgiu em pleno regime militar e censura! Os artistas que falassem da atual situação do país, precisavam usar metáforas, ou seja, as palavras ditas tinham significados diferentes.

Tendo em vista que qualquer manifestação que não concordasse com o governo vigente era considerada subversiva e até mesmo sujeita a punições. Alguns exemplos que podemos citar são:

Chico Buarque com a música Cálice.

Gilberto Gil com a música Viola enluarada.

Como é bom relembrar essas músicas que fizeram parte da história brasileira! Como falamos, foi um momento conturbado, muitos artistas foram perseguidos e privados da sua liberdade de expressão. É difícil imaginar que o rádio, nosso companheiro diário possa ter sofrido com as censuras e repressões.

A MPB também é conhecida pelo romantismo empregado nas canções, com melodias suaves e letras que falam sobre as relações amorosas. Neste momento podemos citar Roberto Carlos, Erasmo Carlos e claro, Chico Buarque.

Assim como o samba e o sertanejo a MPB também possui vertentes musicais. O movimento artístico de curta duração, mas de grande influência, conhecida como Tropicália! Seus maiores representantes foram Torquato Neto, Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil, Os Mutantes e Tom Zé.

Um dos maiores exemplos do movimento tropicalista a ser citado foi uma das canções de Caetano Veloso, de nome “Tropicália”. Confira a seguir.

MPB Sucesso por onde passa

A música faz a diferença na vida das pessoas, e o MPB é um sucesso e um marco por onde passa. Presente nas rádios, televisão e cinema!

A trilha sonora é um ponto essencial em um filme! E já que estamos falando sobre MPB nada melhor do que citar aqui uma trilha sonora que fez sucesso nas telonas.

Lisbela e o Prisioneiro – Você não me Ensinou a te Esquece (Caetano Velozo).

https://www.youtube.com/watch?v=m_BzzXcZRgY

Uauuu que bela interpretação do grande Caetano Velozo! “Agora, que faço eu da vida sem você? Você não me ensinou a te esquecer, você só me ensinou a te querer e te querendo eu vou tentando te encontrar”. Somos assim com o rádio e a música. Não vivemos sem!

Hoje estamos em dezembro de 2020, entrando em clima natalino e não poderíamos deixar de citar a voz feminina que logo associamos a este feriado tão esperado. Simone!

“Então é Natal, e o que você fez? O ano termina e nasce outra vez, então é Natal, a festa cristã, do velho e do novo, do amor como um todo. Então bom Natal e um ano novo também, que seja feliz quem souber o que é o bem”. Confira a interpretação desse ícone da MPB.

A MPB é sucesso até hoje! Um gênero musical tocado em diversas rádios do Brasil e América Latina. Sabe como sabemos?

MPB na Audiency

Audiency, uma plataforma completa de streaming de dados das emissoras de rádio do Brasil, Portugal e alguns países da América Latina, e claro, não poderíamos deixar te trazer dados! Hoje (09/12) o 1º lugar no Top Charts Musical Brasil, rádios (AM, FM, Comunitária e Web), no gênero MPB.

Isso mesmo, até o fechamento da matéria, às 16h, o primeiro lugar estava com a cantora Simone, com a música “Então é Natal”.

A Audiency faz a diferença na vida dos artistas, cantores e compositores! Uma plataforma que vai turbinar sua carreira e produzir fantásticos resultados. Sabe como? Mudando a forma como você gerência seus plays em rádios, interage com o mercado, distribui e anuncia suas músicas.

Além do Top Charts Musical com mais de uma dezena de possibilidade de filtros de gêneros musicais, a Audiency oferece ainda o Top Charts Compositores. Um destaque todo especial a estes profissionais e valorização em todo o Brasil, Portugal e alguns países da América Latina.

Ficou interessado em saber como essa fantástica ferramenta pode ajudar a turbinar sua carreira? Então cadastre-se na lista VIP de lançamento https://bit.ly/36JX7gZ

Siga também as redes sociais Facebook | Instagram | Youtube | Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *